TRANSLATE MY PAGE

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Porto

Igreja dos Congregados
      Iniciando a temporada que passarei em Lisboa, aproveitei o final de semana ensolarado e resolvi desbravar as belezas do Porto, segunda maior cidade de Portugal e de uma beleza indescritível, que somente com meus próprios olhos poderia constar tamanha beleza. Comprei por 55 Euros a passagem ida/volta de Lisboa à Porto, num confortável trem (aqui chamado de comboio) de alta velocidade (mais de 200km/h), que fez o percurso em menos de 3h, apesar do atraso de 15 minutos durante a viagem. logo na chegada à estação Porto-Campanha, a primeira pegadinha. Esta estação fica distante do downtown, contudo o viajante não deve se preocupar. Pode desembarcar do trem e aguardar o metro que passa nesta mesma estação e segue em direção à estação São Bento, esta sim bem no meio do centro histórico do Porto e de todas as principais zonas de interesse do viajante. Lembre-se que o bilhete que adquiriu para a viagem de trem tem validade para que possa seguir de Porto-Champanha até a estação São Bento, caso seja requisitado a apresentar o bilhete, pode mostrar o bilhete Lisboa-Porto.

Praça da Liberdade
     Ao chegar na estação São Bento, a própria estação já é um espetáculo à parte. Muito interessante e bonita. Na saída o primeiro prédio que me chamou a atenção foi a Igreja dos Congregados, pela sua beleza marcante. Olhando ao redor, o viajante irá deleitar-se com uma cidade encravada nas encostas que sobrem do Rio Douro, com casarões antigos e coloridos, uma arquitetura realmente deslumbrante. Difícil é escolher qual caminho deve-se tomar, já que todas as ruas têm o seu charme e beleza, assim como os prédios históricos que nela se encontram.


Edifícios da Praça da Liberdade
     Decidi subir em direção à Avenida dos Aliados, onde ao final encontra-se a belíssima Capela das Almas. Antes disso, ao cruzar a Praça da Liberdade deparamos com a estátua equestre de Vilmara Peres, além de vários prédios históricos com a arquitetura peculiar que encontraremos em toda a cidade do Porto. Após ir até o final da Avenida dos Aliados e retornar, resolvi seguir em direção à Catedral da Sé, que fica na direção oposta. Apenas para que o viajante não tenha dúvida, ao sair da estação São bento, dobrando à esquerda segue-se em direção ao Terreiro e Catedral da Sé (Sé Catedral) e virando à direita, chegará na Igreja dos Congregados.


Paços do Concelho
    A esta altura já estava bem cansado com a mochila nas costas, mas como a cada esquina me empolgava ainda mais com a beleza da cidade, resolvi fingir que não estava cansado e segui em frente, subindo a ladeira da Sé Catedral, chegando, finalmente, ao Terreiro da Sé, de onde pode-se ter uma das melhores vistas da cidade do Porto. Após deixar o Terreiro da Sé, descendo as escadarias chega-se à Igreja dos Grilos (Igreja e Colégio de São Lourenço), uma belíssima igreja, que vale a pena inclusive dar uma conferida no seu interior. Após deixar a igreja, desci por uma das vielas próximas em direção ao bairro da Ribeira, que recentemente foi revitalizado e hoje é um dos maiores atrativos turísticos da cidade. Ao chegar na Ribeira percebi que além da linda vista do Rio Douro e dos prédios e casarões que se erguem montanha acima, é um local excelente para comer e tomar um bom vinho ou uma cerveja gelada. O lugar é agitadíssimo, repleto de turistas e locais.


     Depois de conferir cada um dos cafés e restaurantes que se estendem ao longo da Ribeira, entrei no tripadvisor pelo aparelho celular para verificar quais os restaurantes próximos à mim mais bem avaliados. Dentre eles resolvi escolher o restaurante ODE Porto Wine House, localizado no Largo do Terreiro, bem ao lado da Capela de Nossa Senhora do Ó. Ao chegar no restaurante qual foi minha surpresa quando vi que as portas estavam fechadas. Não sei se o restaurante realmente fechou ou se somente abriria para jantar. Bem, como a fome e o cansaço estavam grandes, vi que havia logo ali, a poucos passos de distância, o restaurante A Grade, também muito bem avaliado pelos viajantes contribuidores do Tripadvisor. Resolvi entrar e conferir. Amigos, o restaurante é pequeno, rústico e simples, mas o atendimento do seu proprietário e funcionários é bastante acolhedor. Todos chamam os clientes de "primos" e de logo mostram simpatia e alegria, fazendo com que o cliente se sinta como um freguês antigo do lugar. Pedi uma vitela ao forno que estava simplesmente deliciosa, depois, uma dupla de portugueses e mais uma brasileira que compartilharam da mesma mesa que eu ofereceram-me um pouco das Tripas à moda do Porto, um prato bem típico da cidade, que é uma mistura de nossa buchada com dobradinha. Como sobremesa, o proprietário me sugeriu o leite-creme, dizendo que se eu não gostasse não iria pagar. A escolha do restaurante foi excelente. Exatamente o que eu queria: um lugar bem tradicional e com comida de primeira qualidade. Melhor ainda, após ótimo papo com os novos amigos portugueses, além de boas dicas que recebi de Portugal, dei-me conta de que eles haviam feito a gentileza de pagar minha conta, demonstrando a simpatia do povo português, em especial os moradores do Porto.

     O excelente "banquete" de comida portuguesa não foi suficiente para me impedir de continuar com o passeio naquele dia. Desci até o cais e lá tomei um barco para um percurso de 50min pelo Rio Douro, a fim de ver a cidade a partir do rio. O passeio não é tão interessante, porém pelo custo de 10 Euros acredito que vale a pena, pois permite ao viajante perceber outros ângulos da cidade e bater ótimas fotos. Terminado o passeio pelo Rio Douro, já absolutamente extenuado, resolvi subir de volta até a área da estação São Bento, a fim de tomar o metro até o Bessa Hotel.

     Antes de seguir para o hotel, passei em frente ao prédio do Palácio da Bolsa e do Mercado Ferreira Borges, ambos com uma arquitetura lindíssima. Seguindo ladeira acima, tomando a Rua das Flores, cheguei novamente à Estação São Bento, onde aproveitei para respirar um pouco e curtir mais o clima agradável e o vai e vem de turistas e moradores.

    Ao seguir para o hotel, mais uma pegadinha, esta um pouco mais estressante, pois o hotel, como já havia visto no google map, fica fora do centro histórico, o que me fez tomar um metro e descer na estação Casa da Música. Ocorre que tal estação fica a quase 2km de distância do hotel e eu, após caminhar um dia inteiro com a mochila nas costas, ainda tive que andar isso tudo para chegar ao hotel. Deveria ter tomado um táxi ou um ônibus, porém com raiva de mim mesmo resolvi encarar o percurso a pé mesmo até o hotel. Ao chegar no hotel, fui informado que o ônibus nº 502 liga a área do hotel até o downtown, devendo o viajante descer na Estação Bolhão.
Ribeira

    No dia seguinte, após acordar renovadíssimo, decidi visitar mais uma vez o entro histórico, indo aos lugares que não tive a oportunidade de conhecer no dia anterior. Após horas de caminhada, desci até o cais da Ribeira e lá escolhi o restaurante Chez Lapin para almoçar, pois dentre todos aqueles que se estendem pelo cais, era o mais bem avaliado pelos usuários do TripAdvisor. Dentre os pratos do almoço, o polvo ao forno estava simplesmente divino! os mexilhões e a sobremesa (bolacha) estavam apenas razoáveis. No conjunto foi interessante a escolha, pois a vista, a mesinha ao ar livre e o aglomerado de pessoas circulando pela região deram um tom ainda mais interessante ao almoço daquela tarde. Após boas taças de vinho branco do Douro e uma tacinha de vinho do Porto para acompanhar a sobremesa, fui até a estação São Bento, de onde tomei o primeiro trem para a estação Porto-Campanha, a partir da qual pegaria o trem para Lisboa. E assim encerrei meu final de semana, satisfeito com a escolha da cidade e estando certo de que valeria ainda um retorno para explorar melhor a região e, sobretudo, as vinícolas.

Mercado Ferreira Borges

3 comentários:

  1. Há alguns anos, venho desenvolvendo uma rede social com um estilo bem diferente. Há poucos dias, o site entrou no ar (por sinal já uma grande vitória). O Viagem Pública começa engatinhando e logo logo será um tremendo sucesso, pois vêm grandes surpresas como por exemplo, sorteios de viagens, de milhas aéreas, cortesias em hotéis, etc. Além de disponibilizar o velho e conhecido bate-papo, vem mostrar um estilo bem diferente de rede social, voltado para as emoções e histórias nas principais cidades do mundo. O projeto inicial é chegar um certo número de usuários, para daí então passar a ocorrer promoções, como por exemplo: A melhor história de uma viagem, fatos marcantes, fatos cômicos e pitorescos que ocorreram. Além de comunidades que são cidades turísticas, curiosidades e dúvidas sobre as mesmas como: Onde se hospedar, onde fazer as refeições, onde se divertir, etc. Vale a pena conferir e convidar amigos, afinal estamos ajudando o crescimento de uma rede inovadora e diferente.

    OBS: Pode se cadastrar acessando www.viagempublica.com ou diretamente aqui: http://www.viagempublica.com/main/authorization/signUp?

    Atenciosamente,

    Frederico Rios

    ResponderExcluir
  2. Que ótimo!!! Continue nos visitando...

    ResponderExcluir